INFORMATIVO

07/11/2018 09:55

eSocial – Conheça as possíveis multas para o posto que não aderir

O eSocial é uma obrigatoriedade, por isso, postos de combustíveis de todos portes e tamanhos deverão se adequar à legislação do novo projeto. Confira quais outras multas poderão ser aplicadas: 1. Folha de pagamento - Dentre todos os subsistemas de Recursos Humanos afetados com o início do eSocial, certamente, está a folha de pagamento. Isso porque ela é composta por diversas variáveis que também sofrerão impactos do projeto e, com isso, passará a ter novas exigências. Empresas que não cumprirem com as mudanças e enviar o documento de acordo com as novas regras, poderão ser penalizadas com multas a partir de R$ 1.812,87. Isso quer dizer que empresas que ainda não possuem os processos automatizados terão mais chances de serem multadas, já que eles devem ser desenvolvidos em consonância. 2. Férias - Com o eSocial, a não comunicação das férias dos colaboradores, poderá gerar multa de R$ 170,00 por férias não comunicadas. 3. FGTS - Assim como a RAIS, o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) também será substituído pelo eSocial. Para as empresas que não efetuarem o depósito, deixarem de computar a parcela de remuneração ou efetuarem depois da notificação, poderão receber multas que variam de R$ 10,64 a R$ 106,41 por colaborador. A reincidência poderá ser cobrada em dobro. 4. Não informar a admissão do colaborador - Hoje, profissionais de Recursos Humanos utilizam o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) para enviar, até o sétimo dia subsequente ao início das atividades do colaborador, as informações sobre a admissão. Com o eSocial, as mesmas informações deverão ser enviadas um dia antes do colaborador iniciar a executar suas tarefas na empresa. Caso o RH não informe a admissão do colaborador dentro do tempo estabelecido, poderá arcar com as penalidades previstas no artigo 47 da CLT, podendo gerar multas de R$ 3.000,00 a R$ 6.000,00, em caso de reincidência; e de R$ 800,00 por empregado não registrado, quando se tratar de microempresa ou empresa de pequeno porte. Esta multa também poderá ser aplicada para a empresa que não assinarem a Carteira de Trabalho (CTPS) . 5. Não informar alterações de contrato ou cadastros - É responsabilidade do empregador informar alterações no contrato de trabalho e nos dados cadastrais de seus colaboradores, durante o período em que há vínculo empregatício. No eSocial, existe uma etapa denominada de saneamento dos dados dos colaboradores, que visa garantir que as informações dos colaboradores estejam sempre atualizadas e cumprindo as exigências do eSocial. A multa poderá ser de R$ 600,00 por empregado quando não forem informados os dados necessários para o seu registro. 6. Deixar de comunicar acidente de trabalho - Habitualmente, quando ocorrem acidentes de trabalho na empresa, é preciso transmitir uma Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT) ao INSS, mesmo se o colaborador não precisar se afastar do trabalho. A partir do eSocial, o prazo para o envio da CAT será o mesmo, ou seja, até o primeiro dia útil seguinte à ocorrência do acidente ou imediatamente em caso de falecimento do colaborador. As possíveis multas para o atraso ou por deixar de comunicar acidente de trabalho varia entre o limite mínimo e máximo do salário de contribuição, havendo a possibilidade de dobrar o valor em casos de reincidência. 7. Não realizar exames médicos - O Atestado de Saúde Ocupacional (ASO) é o resultado de diversos exames que todo colaborador precisa realizar antes de iniciar suas atividades na empresa. É preciso do ASO em diversos momentos da vida laboral, como na admissão, retorno ao trabalho, mudança de função, exames periódicos e demissional. O artigo 201 da CLT prevê que ao não realizar os exames, a empresa está sujeita à multa que é determinada pelo fiscal do trabalho, podendo ser de R$ 402,53 a até R$ 4,025,33. 8. Deixar de informar o colaborador dos riscos de seu trabalho - O Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP) é um documento que as empresas devem possuir para consulta dos colaboradores. Nele, estão informações acerca dos agentes aos quais os trabalhadores ficarão expostos, como químicos, físicos e biológicos. E, dependendo do tipo de risco, o colaborador poderá ter direito à aposentadoria especial. Aqui, a empresa pode ter multas com a não aplicação das regras de segurança do trabalho e medicina do trabalho, como a utilização de EPI, EPC, ASO e exames, por isso, a empresa deve observar as regras previstas na Normas Regulamentaras do Ministério do Trabalho e ficar atenta com o PPRA, PCMO e LTCAT. 9. Não informar afastamento temporário do colaborador - Toda vez que um colaborador se afasta do trabalho, gera impactos em seus direitos trabalhistas e previdenciários, além de suas obrigações tributárias. Não informar o afastamento temporário do colaborador sujeita a empresa a uma multa determinada pelo fiscal do Ministério do Trabalho. Fonte: www.contabeis.com.br

VEJA MAIS NOTÍCIAS

  • 18mai
    Trans 2018 - A maior Feira e Congresso de Logística e Transportes na Amazonia

    A Transdourada, uma Empresa do Grupo GDias convida você para a VII TRANS 2018. Venha visitar o nosso estande e fique por dentro das soluções em Logística Integrada que oferecemos. Data: 19, 20 e 21 de Junho/2018 Local: HANGAR - Centro de Convenções e Feiras da (...)

  • 14set
    Por que a gasolina tem mudado de preço todo dia?

    Petrobras implantou nova política de preços para os combustíveis no início de julho, fazendo reajustes quase diários nos preços da gasolina e do diesel nas refinarias. Reajuste no preço dos combustíveis é algo que mexe com o consumidor: basta um anúncio de aumento, ainda que nas (...)

  • 03mai
    Perto do Caixa, Próximo da Venda

    A cena é muito comum. Enquanto o caixa registra as compras do cliente da frente, alguns produtos que estão ali ao alcance dos olhos chamam a atenção e acabam sendo comprados, mesmo sem necessidade. Essa é a compra por impulso, que garante aos fabricantes um crescimento de 50% nas vendas se (...)

  • 23fev
    Saiba tudo sobre as obrigações fiscais de um posto de combustível

    Se você tem um posto, é importante ter em mente todas as obrigações fiscais de um posto de combustível. Você deve cumpri-las com rigor para manter seu negócio operante. O segmento de varejo de combustíveis é um dos mercados mais fiscalizados no Brasil. Além das regulamentações do (...)

  • 25mai
    LEI Nº 13.290, DE 23 DE MAIO DE 2016. Torna obrigatório o uso, nas rodovias, de farol baixo aceso durante o dia

    AGORA É LEI... Acenda os faróis... Deixar de usar farol baixo durante o dia em rodovias poderá dar multa de R$ 85,13, além de 4 pontos na carteira. Lei vai a partir de 07 de Julho de 2016.

  • 18mai
    Maio Amarelo - Atenção pela Vida

    O que é? É um movimento internacional de conscientização para redução de acidentes de trânsito. O trânsito dede ser seguro para todos em qualquer situação. Objetivo Colocar em pauta, para a sociedade o tema trânsito. Estimular a participação da população, empresas, governos (...)

  • 29mar
    Lei aumenta percentual de biodiesel no óleo diesel

    Uma lei publicada nesta quinta-feira (24) no “Diário Oficial” da União que aumenta a mistura do biodiesel no óleo diesel vendido no país. De acordo com o texto, que já havia tramitado na Câmara e no Senado e foi sancionado na véspera pela presidente Dilma Rousseff, o índice de (...)

  • 29set
    Alvará de funcionamento e LO devem ficar no posto

    Prazo para que revendedores providenciem os documentos expira em 19/10. Após essa data, posto estará sujeito à interdição e revogação de autorização de funcionamento. Termina, no dia 19 de outubro, o prazo para que todos os postos revendedores em operação no país tenham emitidas suas (...)

  • 14set
    ANTAQ E ÓRGÃO ARGENTINO SE REÚNEM PARA DISCUTIR TRÁFEGO MARÍTIMO

    Representantes da ANTAQ e da Dirección Nacional de Transporte Fluvial y Marítimo (DNTFYM), órgão da Argentina, se reuniram, em 9 de setembro, em Buenos Aires. Durante a reunião sobre o tráfego marítimo entre os dois países, ficaram acertadas a melhoria nas comunicações para agilizar as (...)

  • 26mai
    Política de QSMS

    a) Atender seus clientes com qualidade nos serviços de transportes rodoviário e fluvial de hidrocarbonetos e bio-combustíveis; b) Atender as legislações aplicáveis, outros requisitos subscritos, gerenciar os impactos ambientais resultantes de suas atividades, visando à prevenção da (...)

  • 08abr
    Consumo de etanol hidratado cresce e é recorde para fevereiro/15

    Se por um lado o valor pago aos produtores de etanol não correspondeu às expectativas de remuneração, a resposta do consumidor ao aumento de competitividade do biocombustível tem sido positiva. A retomada da cobrança da Cide sobre a gasolina, em vigor desde 1º de fevereiro, esquentou o (...)

  • 24mar
    ENTENDENDO A NR 20

    A NR-20 estabelece requisitos mínimos para a gestão da segurança e saúde no trabalho contra os fatores de risco de acidentes provenientes das atividades de extração, produção, armazenamento, transferência, manuseio e manipulação de inflamáveis e líquidos combustíveis. A NR-20 (...)

  • 03mar
    Empresa será aberta em 5 dias

    O ministro da Secretaria da Micro e Pequena Empresa da Presidência da República (SMPE), Guilherme Afif Domingos, lançou ontem o programa “Bem Mais Simples”, com medidas para desburocratizar a abertura e o fechamento de empresas. O prazo para fechamento passa, a partir de hoje, a ser feito em (...)

  • 09jan
    Aditivo complementar é diferente de gasolina aditivada

    Testes mostram que os aditivos contidos na gasolina aditivada são ótimos para a limpeza do motor do carro. Isso está comprovado por montadoras e distribuidoras de combustíveis. Mas atenção: não confunda as substâncias aplicadas na aditivada com os aditivos complementares oferecidos em (...)

  • 09jan
    Gasolina velha pode prejudicar motor do carro

    Poucos motoristas sabem, mas a gasolina automotiva também tem prazo de validade. Se ela fica velha no tanque do carro, pode trazer problemas para o funcionamento do motor, como dificuldade de partida e falhas. Existe um teste especificado pela Agência Nacional do Petróleo (ANP) chamado (...)

  • 24mar
    Descoberto petróleo no pós-sal e no pré-sal da Bacia de Campos

    Duas novas acumulações de petróleo, uma no pós-sal e outra no pré-sal, foram descobertas pela Petrobras em reservatórios localizados na Bacia de Campos. O único poço perfurado fica na área de concessão de produção de Barracuda, a cerca de 100 km do litoral do Estado do Rio de Janeiro, (...)

TODAS AS NOTÍCIAS

© 1975 /2013 - Grupo GDias ®. Todos os direitos reservados